PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Documentário conta a história e os bastidores da epidemia de HIV no Brasil

Rico Vasconcelos

27/09/2019 04h00

Crédito: Istock

Durante os últimos 38 anos, o mundo tem vivenciado a maior e mais grave epidemia da sua história. O HIV transformou a humanidade e a nossa relação com a sexualidade. Entretanto, por mais que todo um universo científico tenha sido desenvolvido para sua prevenção e tratamento, ainda é um problema de saúde pública mundial que está longe de ser solucionado.

O Brasil tem um papel muito importante nesse cenário, tanto pelos números da sua epidemia, proporcionais à dimensão continental do seu território, quanto pelo marcante protagonismo do seu governo e sociedade civil no desenvolvimento de políticas públicas de enfrentamento do HIV/Aids ao longo da história.

A partir de hoje, poderemos conhecer melhor a história e os bastidores dessa epidemia, contados pelas próprias pessoas que dela participaram. Estreia nos cinemas de todo o país o documentário Carta para Além dos Muros, do diretor André Canto.

Tendo como ponto de partida a chegada do HIV ao Brasil no início da década de 1980, o filme refaz toda a cronologia da epidemia até os dias de hoje, pontuando com crítica e responsabilidade todos os momentos emblemáticos e detalhes que fizeram com que chegássemos a 2019 com o cenário epidemiológico atual.

O documentário é um primeiro produto de um projeto maior, resultado de dois anos de extenso trabalho de pesquisa, resgate histórico e registro de quase cem depoimentos dos principais atores e especialistas que conduziram a resposta brasileira a essa epidemia.

Com o precioso suporte do Programa Conjunto da ONU sobre HIV/Aids (UNAIDS), propõe uma discussão sobre os erros e os acertos que cometemos nessa história.

Essa obra ensina conceitos básicos para os principiantes no assunto. Mas também se aprofunda em questões complexas, menos conhecidas em profundidade, como por exemplo a licença compulsória (conhecida popularmente como "Quebra da patente") do antirretroviral Efavirenz, realizada pelo governo brasileiro em 2007, movimento sem precedentes na história mundial, que possibilitou na época a ampliação do acesso ao tratamento da doença no país.

O filme demonstra de maneira cirúrgica e didática como a epidemia de HIV no Brasil é mediada, desde o seu início, por questões sociais não resolvidas no país. Sendo mais um dos sintomas da desigualdade social e de acesso à saúde no país

Aponta com precisão a dimensão do prejuízo social causado pelo preconceito e desinformação sobre o assunto na população brasileira. E conclui que só chegaremos ao controle dessa epidemia se conseguirmos promover um diálogo amplo e franco sobre sexualidade, prevenção e tratamento do HIV. E assim, se propõe como ponto de partida para esse diálogo.

Carta para Além dos Muros é um é um marco na história do HIV no Brasil e servirá a partir de agora como uma referência obrigatória para qualquer pessoa que se interesse pelo assunto.

Assista ao trailer clicando aqui e acompanhe o movimento transformador que o projeto está fazendo nas redes sociais.

A epidemia de HIV tem solução, mas, para ela acontecer, você precisa participar.

#precisamosfalarsobreisso

 

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Médico Infectologista formado pela Faculdade de Medicina da USP, Rico Vasconcelos trabalha e estuda, desde 2007, sobre tratamento e prevenção do HIV e outras ISTs. É atualmente coordenador do SEAP HIV, o ambulatório especializado em HIV do Hospital das Clínicas da FMUSP, e vem participando de importantes estudos brasileiros de PrEP, como o iPrEX, Projeto PrEP Brasil, HPTN083 (PrEP injetável) e na implementação da PrEP no SUS. Está terminando seu doutorado na FMUSP e participa no processo de formação acadêmica de alunos de graduação e médicos residentes no Hospital das Clínicas. Também atua na difusão de informações dentro da temática de HIV e ISTs no Brasil, desenvolvendo atividades com ONGs, portais de comunicação, agências de notícias, seminários de educação comunitária e onde mais existir alguém que tenha vida sexual ativa e possua interesse em discutir, sem paranoias, como torná-la mais saudável.

Sobre o blog

Com uma abordagem moderna e isenta de moralismo sobre HIV e ISTs, dois assuntos que tradicionalmente são soterrados por tabus e preconceitos, Rico Vasconcelos pretende discutir aqui, de maneira leve e acessível, o que há de mais atual e embasado cientificamente circulando pelo mundo. Afinal, saber o que realmente importa sobre esse tema é o que torna uma pessoa capaz de gerenciar sua própria vulnerabilidade ao longo da vida sexual. Podendo assim encontrar as melhores maneiras para manter qualidade no sexo, e minimizar os prejuízos físicos e psicológicos associados ao HIV e ISTs.

Rico Vasconcelos